Pedagogia Afetiva

Pedagogia Afetiva

Um dos grandes desafios da educação é a falta de vínculo e significado entre os envolvidos no processo de ensino-aprendizagem. Para contornar essa falta de conectividade, é necessário adotar uma proposta pedagógica que motive e envolva educadores e estudantes, despertando neles a vontade tanto de ensinar quanto de aprender.

Surge a necessidade de um ensino voltado para aspectos afetivos, mesclando qualidade social e emocional à qualidade científica. A Pedagogia Afetiva busca o desenvolvimento cognitivo por meio das interações afetivas, tornando a aprendizagem mais agradável e significativa.

Muitas vezes, para firmar seu papel em sala de aula, os educadores acabam optando por uma postura firme e pouco flexível. O ambiente humanizado promovido pela Pedagogia Afetiva propõe a mudança de postura dos docentes, uma vez que a flexibilidade e o apreço são muito mais apropriados para o espaço de conhecimento. Assim, professor e aluno compõem juntos uma relação afável e harmoniosa.

Além disso, o afeto por parte do educador evidencia os desejos individuais dos alunos, fazendo com que o ambiente em sala seja confortável o suficiente para despertar a curiosidade e vontade de progredir dos estudantes.

Por isso, o professor é agente do estímulo dos alunos. Ele não só os parabeniza em suas realizações, mas também retira lições primorosas das inevitáveis frustrações. A criança e o adolescente podem não estar preparados para decepções, mas o professor, além de preparado, conduzirá a situação da melhor maneira possível, destacando pontos como a autoconfiança do aluno e o desenvolvimento da coragem.

Através da relação segura com a escola, os alunos além de desenvolverem conhecimento cognitivo, desenvolvem a autoconfiança e a autoestima. O equilíbrio emocional contribui para o processo de aprendizagem, sendo assim, a afetividade fortalece não somente as relações consigo mesmo e com o outro, como também a construção de um futuro profissional promissor.

As competências socioemocionais que norteiam a pedagogia afetiva são as mesmas demandadas atualmente pelo mercado de trabalho, que exige profissionais emocionalmente equilibrados e preparados para os desafios do dia a dia.

Seja nas demandas do trabalho, na participação em casa e nos estudos do Ensino Superior, os alunos da Pedagogia Afetiva reconhecem o valor de sua participação nas atividades que desenvolvem depois de crescidos. Assim, os estudantes, enquanto indivíduos, são preparados para serem ótimos pais, exímios pesquisadores e excelentes profissionais.

Esperamos que tenha curtido o conteúdo, siga nossa página no instagram para receber nossas notificações, agradecemos sua presença, e te esperamos de volta em breve!